Você tem vivido uma autossabotagem? Responda algumas perguntas e saiba lidar com esta situação

Por Luciane Cadan

Uma verdade unânime é que todos desejamos ser felizes, porém, por mais difícil que seja de afirmar, muitas vezes o principal empecilho para isso somos nós mesmos.

 

Como você lida com as decisões do seu dia a dia? Desde as mais simples às que requerem mais concentração e foco.

 

Chegou o momento de prestar atenção em relação a esta questão e em suas atitudes. Para chegarmos no que almejamos precisamos encontrar as raízes que têm nos impedindo de chegar neste alvo.

 

Existem alguns pontos que podemos ressaltar, então neste momento responda para você mesmo as seguintes perguntas para analisarmos se está ou não vivendo uma autossabotagem:

 

– Você segue suas metas até o fim ou normalmente as abandona quando surgem dificuldades?

– Você faz hoje o que pode ser feito ou costuma postergar e deixar para depois com constância?

– Você foge dos seus problemas bloqueando emoções ou fugindo de viver os momentos de lidar com estas situações?

– Você costuma colocar as vontades do outro sempre em primeiro lugar?

– Você se considera perfeccionista?

– Você não abre mão do controle de tudo?

 

Se você respondeu “sim” em pelo menos uma destas questões, chegou a hora de avaliar este tipo de situação em sua vida, pois a autossabotagem te limita no seu desenvolvimento, seja ele pessoal ou profissional, tanto lidando com problemas, quanto se abrindo à novas oportunidades.

Na nova série da Netflix – Coisa Mais Linda – a protagonista Malu se autossabota ao tentar abrir seu night club

Para lidar com esta situação o primeiro passo é reconhecer-se, aceitar que existe algo que não está legal e que isso faz parte do seu dia-a-dia, as vezes acontece repetidamente. Depois é ter decisão de querer mudar, o reconhecimento é um início para a mudança. Está disposto? Então vamos aos próximos passos.

 

É muito mais fácil lidar com um inimigo conhecido do que com um desconhecido.

O que te causa medo? Encontrando o que dispara o gatilho para seu travamento pessoal podemos trabalhar melhor isso, com o ponto chave de reconhecer que somos limitados e que com esforço podemos ir ao encontro daquilo que almejamos.

 

Outro ponto é ter paciência, enfrentar os desafios, mas com a paz de estar bem com você mesmo. Um passinho de cada vez, seja generoso com você mesmo. A partir disso de pouco a pouco você poderá não viver mais a autossabotagem, permitindo que tudo comece a fluir na sua vida, pois seguindo este enfrentamento das situações você dará oportunidade para as coisas fluírem na sua vida em vez de bloquear todo vestígio de dificuldade que aparece. Não coloque nada debaixo do tapete. Encare de frente!

 

Sendo assim, desafie seus pensamentos todos os dias, se decida por enfrentar de uma forma nova as situações, não postergue aquilo que deve ser feito e organize suas metas, então, dia após dia você viverá um passo além do que buscou no dia anterior.

 

Continue nos acompanhando e progredindo!

Luciane Cadan
Personal and Health CoachProfessora de Educação Física, Ergonomista e Life Coach.
Pós Graduada em Bases da Saúde Integrativa pelo Hospital Israelita Albert Einstein – São Paulo.  Pós Graduada em Ergonomia pela UGF, SP. Graduada em Educação Física pela Universidade Estadual de Londrina, PR.  Certificada e Credenciada pelo IBC  Instituto Brasileiro de Coaching em Psicologia Positiva e Coaching. Curso Profissão Coach com certificação pela Florida Christian University e Certificação Internacional de Coaching para Paispela The Parent Coaching Academy, Inglaterra. Coautora no Livro Coaching para pais – Estratégias e Ferramentas para a harmonia familiar Vol 1. , 42 anos, mãe de 2 meninos, de 12 e 7 anos de idade. 
 

Luciane Cadan 
Master Coach Pós Graduada em Psicologia Positiva e Medicina Integrativa
www.360saudeintegrativa.com.br
(11) 98408 0144

%d blogueiros gostam disto: