Sobre ser mãe de primeira viagem e o caminho de volta ao trabalho

Assumir o papel de mãe pela primeira vez faz com que tudo mude, a começar pela nossa cabeça. Isso mesmo! Os sentimentos e as emoções ficam mais aflorados e muitas mulheres se sentem confusas em muitos momentos. Embora exista uma expectativa muito grande em torno da maternidade, é comum momentos de dúvidas e aflições. Ser mãe pela primeira vez é se deparar com um turbilhão de coisas novas e, às vezes, pensar sobre elas não é suficiente. É preciso vivenciar cada uma delas para entendê-las.

Tornar-se mãe é passar a compreender as mudanças. E ser mãe pela primeira vez faz com que essas mudanças sejam vistas de forma mais intensa. Uma dessas dúvidas é reconsiderar o momento de retorno ao trabalho. A maternidade é um processo de reflexão, no qual os valores mudam e as prioridades também.

Muitas vezes o sentimento de culpa por querer ou ter que voltar para o seu posto de trabalho causa um certo desconforto. Há também indagações sobre qual o momento certo de assumir, além do papel de mãe, o de profissional? Algumas mães pensam que o trabalho pode esperar, mas o primeiro filho, não. Outras pensam que o trabalho é importante, porém não querem se separar do bebê, seja ele o primeiro filho ou o segundo ou talvez, o terceiro. E ainda tem aquelas que haviam sonhado plenamente com esse momento de ser mãe, e que não querem perder, ou melhor, abrir mão de qualquer instante associado ao novo sentimento.

Reprodução/Internet

O autoconhecimento proporciona a compreensão dos limites de cada uma, sem julgamentos. Pois cada vontade é individual e deve ser respeitada. A individualidade depois de ser mãe é essencial e não punitiva. E, como toda primeira vez, essa individualidade é difícil de ser repensada, pois agora um novo vínculo, com uma nova pessoa, foi criado para sempre: o de mãe e filho.

Toda mulher precisa de apoio, e tornar-se mãe é não ter vergonha de querer um ombro amigo, ou um tempo para descansar, e até mesmo trabalhar. Muitas mães de primeira viagem se punem e acabam ouvindo julgamentos por estarem voltando à rotina de trabalho. Quando a mulher sente essa vontade de assumir sua carreira, ela não está deixando de lado a maternidade, ela apenas está reconhecendo o que tem valor para ela: que é o valor de ser útil também em outro local, para sentir-se realizada pessoal e profissionalmente.

Também existem mães que retomam a carreira depois de um longo período afastadas. O retomar a carreira exige organização para desempenhar as funções, e de uma maneira singular, cada uma pode desempenhar tanto o papel de mãe como qualquer papel no trabalho, de maneira eficaz e proveitosa. A mãe de primeira viagem passa a organizar a rotina para o bebê, então voltar ao trabalho é tentar se organizar mais um pouco.

O ideal é planejar o tempo, encarar as mudanças de coração aberto e sem lamentações, para que os momentos ao lado do bebê sejam ternos e a volta ao trabalho seja produtiva, pois as mães também merecem fazer suas próprias escolhas. O melhor de tudo é o momento de volta para a casa, quando a saudade do filho se transforma em gratidão por cada momento ao lado dele.  

É importante lembrar que não dá para ser mãe 100% do nosso tempo. Porém, no percentual em que estamos com eles, temos que estar presentes 100%. Isso é vital para o relacionamento e a saúde, tanto da mãe, quanto do filho.

Luciane Cadan Peretti é life coach e consultora de qualidade de vida. Aos 41 anos, sente-se muito feliz na família e na escolha profissional. Ela é casada com o Reinaldo, com quem tem dois filhos:  Miguel,  10 anos e Heitor, 6 anos. Atuou como funcionária pública pelo Estado de SP por algum tempo, com uma rotina de inúmeras viagens e expedientes mais longos. Foram muitas viagens e muitos dias sem família. Porém, ao ver seu papel como mãe cada vez mais distante e diante da gravidade do diabetes, que enfrenta desde a infância, ela adoeceu. Depois de um período de reflexões, quando parou para estudar e encontrar um novo caminho profissional, ela escolheu ser Coach. Por formação, Luciane é educadora física, um dos fatos cruciais para a sua tomada de decisão. Hoje, ela atua com atendimentos presenciais e online de coaching, com clientes em todo o Brasil e no Japão, EUA e Portugal. Além de ter se encontrado na nova profissão, ela tem mais tempo para a família, mais qualidade de vida e muito mais tempo para fazer as suas próprias escolhas.

FanPage: Luciane Cadan Coach
www.motivacaocoaching.com.br 
luciane@motivacaocoaching.com
Tel.:(11) 98408-0144

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: