Quarto de criança com decor montessoriano e estilo escandinavo

Da Redação

Em qualquer ambiente, o design de interiores pode (e deve) ir além da estética e adotar elementos funcionais que melhorem, de alguma forma, a vida e o dia a dia de quem ocupa aquele espaço. Quando o projeto é pensado para crianças, esse detalhe é ainda mais importante, já que a ambientação pode favorecer o desenvolvimento dos pequenos. Esse foi um dos pilares do Refúgio Escandinavo do Pedro, o quarto do menino assinado pelas designers Renata Fradg e Monica Pajewski para a 26ª edição da CASACOR Paraná. Além do estilo escandinavo, as profissionais também apostaram na proposta montessoriana.

“Quando desenvolvemos um espaço voltado para crianças, é importante considerar além da plástica do projeto, as funcionalidades e estímulos que o ambiente irá proporcionar”, explicam as profissionais. Foi por isso que elas agregaram elementos do Método Montessori, desenvolvido pela pedagoga italiana Maria Montessori, que defende a autonomia e a exploração do potencial criativo de cada criança.

Ao entrar no Refúgio, observa-se a cama em altura mais baixa e diversos objetos – como livros e brinquedos a uma altura que permite fácil acesso ao pequeno dono do quarto. “Utilizamos um fundamento montessoriano muito importante: de 3 a 6 anos, a criança vive um processo de aprendizagem e, a partir do sexto ano, se mostra muito mais receptiva a adotar comportamentos que serão levados pelo resto da vida. Por exemplo, se nessa idade ela for estimulada a ser organizada, provavelmente vai continuar sendo ao longo de toda a adolescência e vida adulta”, comentam. 

Foi por isso que o ambiente projetado procurou explorar ao máximo esses estímulos de independência. “Respeitamos as alturas condizentes com a idade na cama, mesinha de desenho, parede de giz e cadeirinha infantil, também no acesso aos demais objetos expostos no quarto. Outro detalhe está no desenho do layout do mobiliário do closet, onde as gavetas ficaram além de expostas, sem serem internas ao armário e em altura conveniente para total visualização da criança, e conta com um sofá para ajudar ao sentar para calçar os sapatos”.

O projeto reúne duas propostas diferentes em termos de design: a própria montessoriana e a escandinava e o resultado foi o equilíbrio das duas. “Quando se trata de projeto voltado ao público infantil. para nós o conceito montessoriano é imprescindível. Já o estilo escandinavo pensa em um ambiente para se vivenciar experiências e desfrutar da sensação acolhedora. Então foi muito harmônico a comunicação entre dois conceitos tão relevantes, um incentiva enquanto o outro absorve”.

Renata e Monica alertam para a importância de um design de interiores bem pensado. “Viver em um espaço acolhedor, estimulante, confortável, pode determinar como a criança será quando adulta. Estudos apontam que o meio é transformador,então essa contribuição pode ser positiva quanto negativa. Por isso o assunto é sério quando se trata de projetar para crianças”.

%d blogueiros gostam disto: