Loja colaborativa: bom para todas as partes

O The Cool Lab é o primeiro modelo de negócios no ABC com formato colaborativo. Uma tendência para as próximas gerações

A oscilação econômica gera algumas ideias positivas e que podem influenciar as próximas gerações. No dicionário, entre os muitos sinônimos de colaborar estão: apoiar, ajudar, contribuir, auxiliar, cooperar. E uma nova vertente de negócios nasce com esse intuito.

É assim com a The Cool Lab. A primeira impressão é de que se trata apenas de uma loja colaborativa, mas o espaço engloba, ainda, uma cafeteria, uma ampla cozinha gourmet e coworking.

A Cool Lab. agrega um espaço de loja, cafeteria, cozinha colaborativa e, para atender as start-ups, os freelancers e quem trabalha no sistema home office, uma área de coworking, ou seja, de escritório compartilhado. “O espaço gourmet colaborativo proporciona muitos eventos no local, nos garantindo grande fluxo de pessoas. Com isso, diariamente temos um público novo conhecendo o nosso espaço”, explica a idealizadora Caroline Makimoto Tironi.

Espaço gourmet com cozinha industrial para locação
Salas de coworking totalmente equipada para qualquer tipo de negócio
Cada marca aluga um espaço para expor os seus produtos. São 70 marcas!

O negócio que já foi reconhecido como modelo pelo Sebrae começou depois que Caroline, que é formada em Moda, pela Faculdade Santa Marcelina, e já trabalhou como designer de óculos e relógios na Chilli Beans, passou por um processo de coaching de carreira. “No período de atuação na indústria da Moda, tive a oportunidade de viajar por diferentes partes do mundo e pude reunir várias referências. Após sete anos, resolvi empreender e a ajuda do coach foi essencial. Passei a planejar o negócio, fiz pesquisa de mercado e busquei informações junto ao Sebrae”, conta ela que decidiu pelo conceito “colaborativo”, por ser muito atual, principalmente diante da crise dos últimos anos.

“A colaboração é tendência e solução para muitos. Diante da crise, quem fica sozinho tem que se esforçar em dobro, então a ideia é se ajudar, seja no compartilhamento do espaço, na divulgação, no rateio de todos os custos ou na troca de informações”, fala Caroline.

Como funciona o The Cool Lab?

O espaço segue o conceito de colaboração e compartilhamento. Na prática, funciona assim: por meio do sistema de locação, artesãos e pequenos empreendedores alugam um espaço por um valor entre R$ 200,00 e R$ 550,00 por mês e pagam mais 20% sobre as vendas. O contrato mínimo é mensal e todo serviço de reposição, vendas e divulgação é feito pelo The Cool Lab. “Dessa forma o pequeno empresário fica focado na produção, sem ter preocupação com o ponto de venda”, orienta Caroline.

O consumidor também ganha, pois como existe uma rotatividade de marcas, sempre há novidades. E o mix de produtos é bem variado, com roupas, sapatos, acessórios, itens para decoração da casa etc.  Hoje, na parte da loja, são mais de 70 marcas diferentes. E segundo a proprietária, a procura de aluguel aumentou em 80%.  

Já para quem quer trabalhar em uma das salas de coworking, o valor é a partir de R$ 90,00 a hora, podendo ter planos mensais, com toda a infraestrutura de um escritório: móveis, ar-condicionado, wi-fi e serviço de limpeza.  

No caso do espaço gourmet, que conta com uma cozinha completa com equipamentos industriais, louças e utensílios. O aluguel é por diária e sai a partir de R$ 350,00.

Bora conhecer: Av. Padre Manoel da Nóbrega, 382, Bairro Jardim, Santo André.
Tel.:(11) 4427-4129
www.thecoollab.com.br

Dica Vida Prática:
No The Cool Lab, você encontra esse kit de jardinagem fácil da Maria Sem Vergonha. R$25,00
@insta_mariasemvergonha

A Maria Sem Vergonha são latinhas decoradas contendo sementes, terra vegetal, pedrisco e um manual de jardinagem para plantio fácil de flores, hortaliças e temperos. O objetivo é facilitar o cultivo de plantas na janela, na varanda ou até na mesa do trabalho.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: