Livro comemorativo traz a trajetória da democrática Urban Arts

Da Redação
Fotos: Divulgação/Urban Arts 

Para consolidar uma década de atuação ou melhor, como um empreendimento, que populariza as artes plásticas, a rede Urban Arts comemora com o lançamento do livro ‘10 anos espalhando arte’.

A ideia é consolidar o papel da empresa em tornar a arte um produto acessível e com potencial de consumo para o maior número de pessoas possível.

Proprietarios da Urban Arts Santo Andre : Rafael Junior e Marcelo Pulcinelli

O lançamento no Grande ABC será na próxima quinta-feira (dia 10), no endereço da unidade de Santo André (Avenida Portugal, 1653), em evento exclusivo para imprensa, profissionais da área de Arquitetura e Design de Interiores e convidados. Os anfitriões serão os sócios da franquia da Urban Arts em Santo André, Marcelo Pulcinelli e Rafael Junior.

 

Proprietários também da galeria de Moema, Pulcinelli e Junior inauguraram em fevereiro deste ano a unidade andreense para atender à crescente demanda de especificadores e público final do Grande ABC.

PÁGINAS DE ARTE

A obra foi lançada nacionalmente em agosto, durante o Design Weekend, na flagship da marca, em São Paulo. As quase 200 páginas levam o leitor a uma viagem no tempo por meio de artes, fotos e depoimentos.

INÍCIO

A marca nasceu em 2009, no universo digital, com a startup Urban Arts, uma ideia trazida por André Diniz do exterior e que recebeu um ingrediente indispensável, segundo ele, para o sucesso.

“A Urban Arts é uma história de amor. Não foi um business que identifiquei no exterior, como um negócio que poderia ser lucrativo e replicado no Brasil”, lembra Diniz em um depoimento no livro, ao citar o desejo de poder dividir com mais pessoas, ilustrações próprias e de amigos.

A marca se consolidou no mercado em 2011, quando abriu a primeira galeria física de arte, na Rua Oscar Freire, nos Jardins. Com a chegada do sócio, Gustavo Guedes, o negócio foi formatado para franquia e iniciou um processo de expansão pelo Brasil. Hoje, está presente em 24 pontos diferentes, em 13 estados.

“Somos a prova de que novos negócios impulsionam novas carreiras”, resume Gustavo, durante entrevista para o livro, ao comemorar a marca de mais de cinco mil artistas que já cadastraram artes na plataforma da rede, uma tecnologia que permite a qualquer pessoa incluir criações próprias.

Os fundadores da marca Urban Arts, os empresários Andre Diniz e Gustavo Guedes

Vasta coleção

Por mês, segundo a Urban Arts, cerca de cinco mil novas obras são recebidas por meio do site, de várias partes do mundo. Após uma curadoria, geralmente, metade é catalogada e apresentada aos clientes da rede, que faturou R$ 28,5 milhões em 2018.

No livro, o leitor vai encontrar relatos de artistas que se tornaram conhecidos por causa da plataforma.São centenas de obras e fotos das galerias impressas nas páginas do livro.

Cada quadro tem tiragem limitada e pode ser impresso em diferentes bases e molduras. Além da variedade de temas, a versatilidade dos quadros faz com que as peças sejam usadas nos projetos de diversos arquitetos, permitindo um universo de mais 100 milhões de combinações diferentes.

“A Urban Arts possibilita ao profissional imprimir em cada detalhe do projeto a personalidade, o sonho que o nosso cliente quiser, além de valorizar o trabalho de artistas brasileiros”, comenta a arquiteta Jóia Bergamo, em depoimento que consta no livro.

%d blogueiros gostam disto: