Down é UP ajuda outras famílias com ações de inclusão

Por Maria Cláudia Aravecchia Klein
Fotos: Carol Agulha e Arquivo Pessoal

A Síndrome de Down em números:
1 cromossomo a mais
21 de março: Dia Internacional da Síndrome de Down
O Brasil tem 300 mil pessoas mais que especiais

O Dia Internacional da Síndrome de Down foi proposto pela Down Syndrome International como o dia 21 de Março, porque esta data se escreve como 21/3, o que faz alusão à trissomia do 21. E, nada melhor do que trazer histórias de vida marcantes para comemorarmos a data mais do que especial.

A publicitária Thaissa Alvarenga, 41 anos, tem três filhos. Francisco, 5 anos. Maria Clara, 3 anos. Maria Antonia, 1 ano e 8 meses. E, o que mudou na vida dela e da família depois que o primogênito Chico nasceu com Down?

TUDO!
Chico com a mãe Thaissa e criadora da Ong Down é UP

“Desde que entrei no mundo da maternidade após a primeira gestação que foi um pouco conturbada, me sinto e me vejo na obrigação de compartilhar minhas experiências. Recém-chegada em São Paulo, em outubro de 2013, fui fazer minha ultra morfológica e recebo a noticia de que meu filho tem a suspeita de ter uma síndrome e uma cardiopatia.

O mundo naquele momento se tornou pequeno para a notícia. Passaram três semanas e chegou a resultado do exame NIPT (Exame de sangue não-invasivo)  e a confirmação da trissomia 21, Síndrome de Down. Leituras e mais leituras para entender o que se tratava, suas complicações e o que nos esperava pela frente. Estímulos, alimentação adequada, exames com triagens especificas, disciplina e rotinas, eram palavras de ordem.

Uma nova vivência surgia em nossas vidas, algo único, mágico e de muito aprendizado”, conta Thaissa.

Quando você resolveu criar a Ong. Down é UP – Juntos pela inclusão? 

Um dia o Chico chegou para transformar o meu mundo. E a partir daí, temos transformado o mundo de muitas outras pessoas. A minha primeira gestação foi um pouco diferente, me trazendo uma série de dúvidas e desafios que enfrentei com o apoio de muita gente incrível. Chico, minha família e eu vencemos cada etapa desse caminho cheio de mistérios. E ainda estamos nele, aprendendo todo o dia. Por isso, me sinto motivada a compartilhar as minhas experiências de um jeito apaixonado mas também profissional. A associação DOWN É UP nasceu para agir.

Queríamos ir além, contribuir com a sociedade, e criamos a Bike do Down é up, uma iniciativa visando ajudar jovens com Síndrome de Down a ingressarem no mercado de trabalho, sendo uma ponte entre empresas e o jovens tornando uma oportunidade de emprego.

Trata-se de um canal com conteúdos das vivências cotidianas na vida de uma mãe, entrevistas com especialistas, dicas e muita diversão.

E mais, o entendimento de que todas as crianças são diferentes e podem sim crescer, se desenvolver e ser o que sua imaginação deixar. Convido todos a me acompanhar nesta jornada única.

Uma plataforma inovadora e inclusiva

“Down é UP é uma plataforma de AÇÃO e MOBILIZAÇÃO em prol dos conteúdos das nossas vivências em diferentes canais como portal na web, cursos EAD, eventos presenciais, projetos de inserção profissional e muito mais. Sempre com o aval técnico de especialistas e entidades representativas.

Nosso objetivo é transformar o mundo em um lugar mais inclusivo, pra que todas as crianças e jovens tenham oportunidades iguais para seguir um mesmo caminho”, conclui Thaissa.
Quer saber mais ou apoiar os diferentes programas da Associação? Acesse: www.downeup.com.br 
Tel.: (11) 99245-2160

%d blogueiros gostam disto: