Dicas da Chef Alê Peruzzo, do Batalha dos Confeiteiros de como se organizar na cozinha + receita deliciosa para você fazer em casa

Por Carolina Bozzi
Fotos: Paulo Lima

Alessandra Peruzzo tem 27 anos e é dona da própria confeitaria na Avenida Paulista, no berço dos bons negócios de São Paulo. A Chef, que participou do Batalha dos Confeiteirosprograma exibido pela TV Record -, deu uma entrevista exclusiva para Vida Prática, onde relatou a experiência de estar no reality, além de uma receita de cheesecake de café. Vale a pena conferir!

Chef Alê Peruzzo – Assessoria: Afit  – tratamento de imagem: Gabriela Iorio | Fotografo: Paulo Lima

Vida Prática – Como foi a experiência de participar do “Batalha dos Confeiteiros?”

Alê – Participar do programa Batalha dos confeiteiros foi algo surreal! Primeiro porque eu acredito que são poucas oportunidades que a vida dá, então você tem que agarrar com unhas e dentes. Participar do programa foi algo surreal, a ponto de me emocionar toda vez que eu via o Buddy, porque ele é o mestre da confeitaria do mundo inteiro, referência, então conhecer ele e ter a oportunidade de mostrar o meu trabalho pra ele e poder ter esse contato com ele, receber o feedback dele, foi a melhor coisa que eu consegui tirar do programa. Além de ser elogiada pela sobremesa que fiz, foi algo maravilhoso! (A foto da sobremesa está em anexo, é a Torta Caprese)

Vida Prática – Quando você começou sua carreira na culinária?

Alê – Desde pequena, quando tinha uns 5 ou 6 anos, eu mal alancaçava a bancada, sempre gostei muito de cozinha, eu aprendi a amar a cozinha de forma geral com a minha família pela minha vó e minha mãe. Fazer coisas para os outros, pratos, doces, para realmente alegrar as pessoas, desde sempre eu amei mexer com coisa de cozinha. Minha carreira eu comecei assim que voltei de Paris, da Le Cordon Bleu, eu fiz a faculdade aqui no Brasil e eu sempre fazia estágio gratuito, nunca recebi pra fazer estágio, então eu gostava disso porque eu não ganhava dinheiro, mas ganhava experiência. Eu comecei a construir a carreira a partir daí. Comecei a enviar meus currículos, fui aceita em vários lugares para fazer teste e acabei entrando em um Hotel 5 estrelas e comecei a colocar em prática tudo que aprendi.

Vida Prática – Como começou com a confeitaria? Como surgiu a ideia?

Alê – A confeitaria começou com o Cake Boss, por incrível que pareça! Até então aqui no Brasil não era conhecido esses bolos de pasta americana. O programa estreou em 2009 ou 2010 e eu comecei a fazer a faculdade, mas não me interessava por confeitaria. No final de 2011 eu quis encomendar um bolo para meu pai e queria um bolo de pasta, mas não era todo mundo que fazia, então procurei uma pessoa e levei um projeto que eu e minha irmã fizemos e a pessoa entregou tudo totalmente diferente do que eu havia pedido e eu fiquei muito brava! Já que ela não conseguia fazer o que eu queria, eu ia fazer!

Depois do Cake Boss eu tive interesse em aprender a fazer, mas na faculdade eu achava legal, mas não era minha paixão, a paixão começou em 2012. A minha especialização foi em confeitaria de tanto que fiquei apaixonada e foi assim que surgiu a ideia de começar. Fui me especializando, mas nunca tinha feito um curso de modelagem ou pasta americana, aprendi na raça, com muitas tentativas, assistia vídeos no YouTube e foi assim que comecei a me aperfeiçoar. O primeiro bolo que fiz foi para minha vó de bolo de flores com um cortador que minha irmã tinha me dado, fui me interessando e pesquisando e me apaixonei completamente pela confeitaria.

Vida Prática – Como ser organizada na cozinha na hora de fazer doces?

Alê – Sou bagunceira de plantão, mas na cozinha eu mudo completamente minha atitude. Desde o começo que entrei na cozinha sendo bagunceira vi que seria muito difícil se continuasse assim, então precisei mudar minha personalidade dentro dela. Na cozinha eu me transformo, mas isso veio com o tempo. Acho que é o essencial para qualquer cozinheiro, é uma necessidade que, até para pessoas bagunceiras como eu, precisam se adequar a organização, senão os doces e bolos não saem como o desejado e acabam até perdendo o timing de forno, de ordem de ingredientes e tudo isso afeta o produto final. Acho que para quem está começando e quer organização é etiquetar todos os ingredientes, separar por categorias como laticínios, toppings (granulados, confeitos etc), chocolates e por aí vai. Ter sempre uma lista de produtos que você acabou de comprar e ir dando baixa para sempre ter estoque, ter seus utensílios sempre higienizados e mantidos em ordem. 

 

Case: Chef Alê Peruzzo |
Vida Prática – Como fazer doces rápidos, sem perder muito tempo?

Alê – Doces são sempre muito superestimados na cozinha da mulher do dia a dia. Acho que a maioria de nós (eu incluso, quando não fazia doces) tinha medo de me arriscar, pois sempre acreditava que era impossível fazer um doce maravilhoso na minha cozinha! A minha dica é arrisque-se! Tenho certeza que você é capaz de fazer qualquer doce e sobremesa que vê em uma receita! Outra dica é sempre, sempre, sempre siga a receita à risca! Confeitaria é uma arte, mas também uma química! Precisamos de quantidades exatas para que essas maravilhas possam surgir e adoçar nosso dia! E por fim, mais uma dica, ou conselho se preferir, compre uma balança de cozinha! Você não vai gastar mais que R$40,00 e isso vai fazer milhares na sua vida!

Vida Prática – Uma receita prática de doce para fazer em casa? Tem?

Alê – Lógico!! Vou passar a receita de um cheesecake de café que vai deixar todos os seus convidados, familiares, amigos de queixo caído e o melhor de tudo é poder dizer no final: eu que fiz!

Cheesecake de café:

Ingredientes:

Para a massa:

200g de bolacha maisena
150g de manteiga sem sal

Para o recheio:

690g de cream cheese
180g de açúcar
3 ovos
40g de café solúvel com 1 colher de sopa de água bem quente (vai formar uma pastinha)

Para a cobertura:  

200g de chocolate amargo
250g de creme de leite (de caixinha, não de lata)
1 colher de sopa de creme de avelã (opcional)

Modo de preparo:

Para a massa, basta triturar no liquidificador mesmo a bolacha até formar uma farofa. Misturar com a manteiga e colocar no fundo de uma forma, preferencialmente com fundo removível, se não tiver, forrar o fundo com papel manteiga.

Para a massa: Bater no liquidificador o cream cheese com os ovos, açúcar e a pastinha de café, até que fique uma massa bem lisa e homogênea. Assar a 180 graus por 1 hora ou até que fique firme.

Para a cobertura, basta derreter no microondas o chocolate, adicionar o creme de leite e o creme de avelã.

Colocar o cheesecake no freezer até que endureça o suficiente para desinformar.

Retirar da forma, colocar em um prato bonito e cobrir com essa delícia de chocolate!

Para os não amantes de café, pode substituir por essência de baunilha, amêndoas, coco ou outro sabor de sua preferência!

Acompanhe mais dicas da Chef no Instagram: @ale_peruzzo

A confeitaria está localizada na Av. Paulista, 648 – Loja 5 e funciona de segunda à sexta das 10h30 às 19h.

Instagram dela: @ale_peruzzo https://www.instagram.com/ale_peruzzo/

%d blogueiros gostam disto: