Depressão pode ser controlada com desenvolvimento de inteligencia emocional

Da Redação

 

Na semana passada, a atriz Bruna Marquezine anunciou em suas redes sociais sofrer de depressão e distúrbio alimentar. De acordo com a atriz, de apenas 23 anos, ter realização profissional, beleza e uma vida que aparentemente todos desejam não é tudo. Alguns comentários maldosos em suas páginas tiveram efeitos negativos em sua autoestima.

“Eu acreditei na opinião alheia e comecei a detestar o meu corpo”, revelou a atriz após sofrer críticas absurdas em relação ao peso.

Segundo Heloísa Capelas, especialista em inteligência comportamental e Diretora do Centro Hoffman, fatores como o autoconhecimento e a inteligência emocional auxiliam na hora de lidar com este tipo de situação. “Ninguém se cura apenas falando para o outro parar de nos machucar. A cura vem através de uma decisão de não permitir que fatores externos tenham o poder de nos machucar. Este é o primeiro e importante passo para o autoconhecimento”, diz.

Identificar as fragilidades do seu alter ego é aprender a se aceitar como você é. Também é importante ter a consciência que não podemos exigir que outras pessoas nos vejam e nos aceitem como queremos. “É complicado lidar com turbilhões de sentimentos quando os nossos defeitos ou fragilidades são externados ao mundo, ou para a comunidade em que habitamos.Ter a maturidade para lidar com as críticas é um exercício constante de inteligência emocional”, explica a especialista.

Ainda segundo Heloísa, tudo o que sentimos é de nossa responsabilidade. “Cada um faz o que acha que deve fazer, porém, se atitudes externas estão te magoando, é necessário que você tenha responsabilidade dos seus sentimentos para depois buscar a autoajuda. O grande paradigma dessa discussão é que geralmente o erro é sempre do outro, por isso é difícil perdoar”, afirma. “O perdão é uma inteligência emocional, por isso, cada vez que você se livra daquele sentimento de angustia ou rancor, você deixa de reviver situações que provocam reações químicas adversas em seu organismo. O perdão de fato é a revolução que falta em nossa sociedade”.

Fotos: Bruna Marquezine no jantar de gala da marca de relógios  Jaeger-LeCoultre (Fotos de Antony Jones – Getty Images

%d blogueiros gostam disto: