De ex-bancária a personal organizer, e agora, modelo do mulheres reais

Por Maria Cláudia Aravecchia Klein
Fotos: Patricia Contti
Make: Dani Stoppa Hair: Paula Jones
Jóias: Oneda Vanzella Roupas: Eli Buenno

Karine Andrade, 40 anos, nem imaginava a volta que sua vida iria dar há pouco mais de um ano quando deixou de ser funcionária de um banco para começar um nova carreira como personal organizer e empreendedora

Look: Eli Buenno – saia de poá azul marinho de cintura alta e body estampado nas cores da estação primavera verão. Acessórios da Oneda Vanzella – Foto: Patrícia Contti – Cabelo: Paula Jones – Makeupartist: Dani Stoppa

Os acessórios (brincos e pulseira) da Oneda Vanzella realçam o look extrovertido de Karine (Eli Buenno) – Foto: Patrícia Contti – Cabelo: Paula Jones – Makeupartist: Dani Stoppa

O talento para a organização e arrumação começou cedo, lá no interior de Minas Gerais, no finalzinho da infância e início da adolescência, quando ela ajudava em casa e gostava de arrumar os armários. Mas, foi durante um curso online na área de finanças, logo após sair do emprego antigo, que um anúncio de um novo curso despertou a sua atenção.

Quer vestido mais a cara da Karine? Moda mineira para uma mineirinha! Look: vestido azul estampado da Eli Buenno e semijóias da Oneda Vanzella. Foto: Patrícia Contti – Cabelo: Paula Jones – Makeupartist: Dani Stoppa

Não é que a organização tinha uma profissão? A profissão de personal organizer. “Fui dispensada do banco e me vi sem chão. Então, procurei um curso de graduação à distância  na área de finanças que tinha tudo a ver com as minhas funções anteriores. Só que eu não me identifiquei com aquele conteúdo e com as matérias. Não era aquilo que eu queria. Estava ali olhando a tela do computador e vi o anúncio de um outro curso. E como sempre adorei arrumar e organizar os utensílios na cozinha da minha mãe e depois na minha casa, pensei: por que não???”, relata.

Look despojado e casual: calça preta clochard, top rendado preto e regata de lurex branca da Eli Buenno e semijóias da Oneda Vanzella. Foto: Patrícia Contti – Cabelo: Paula Jones – Makeupartist: Dani Stoppa

Para começar a ganhar experiência, ela colocou em prática com as amigas, mas já cobrando um pouquinho que fosse pelo serviço. Depois de fazer o primeiro curso com aulas online e presenciais, ela buscou outras especialistas, outros cursos e decidiu investir na nova carreira, dando um tchauzinho para os quatorze anos em que atuou como bancária. Foi uma espécie de amor à primeira vista pela nova profissão. E a ideia de ter a sua própria agenda, com autonomia total para fazer os seus horários, dividindo o tempo entre o trabalho e a família, foi outra mola propulsora.

“Como em toda profissão, nem tudo são flores e existe até um certo preconceito: algumas pessoas nos enxergam como ‘arrumadoras’ de armários de luxo. E, na verdade, ao organizar um ambiente ou a casa de um cliente, ajudamos a otimizar tempo e espaço, além de trazer muito conforto e mais beleza ao dia a dia”, conta ela que cobra por hora e afirma que mesmo não sendo “moleza não”, está muito realizada.

Se ela está feliz? Muito. “Conheci muita gente bacana e me realizo com os depoimentos dos meus clientes após as organizações, sejam elas provenientes de uma mudança de endereço, da compra de um novo imóvel, da criança que passa para a adolescência ou até mesmo de dar uma repaginada no decor da casa ou do escritório com alguns detalhes. Sim, também ajudo meus clientes que precisam de uma mão para a escolha de um papel de parede ou complementos de decoração. Ao organizar um ambiente, a pessoa acaba desejando por outras mudanças e a decoração faz parte disso”, alerta ela que acaba de inaugurar uma loja de itens de organização junto com as irmãs em Minas, na sua cidade natal, Carmo do Cajuru, o Ateliê da Organização.

Se identificou com a história de #empreendedorismo da Karine Andrade? Quer participar do editorial #mulheresreais ? Manda em e-mail pra redação: mariaclaudia@revistavidapratica.com.br com o assunto #mulheresreais

%d blogueiros gostam disto: