Como dizer não?

Por Lili Paiva

Logo que engravidamos, o primeiro pensamento que nos vem à cabeça é sobre como iremos educar um ser humano que será totalmente dependente de nós por longos anos. É uma responsabilidade e tanta!

Quando o bebê nasce, ainda parece muito cedo para aplicarmos alguns limites ou ensinar quais as melhores escolhas a serem feitas, mas com o passar dos meses, já começamos a chamar a atenção dos pequenos quando eles colocam a mão suja na boca ou os dedinhos na tomada, por exemplo. Isso é só o início dos limites que ensinaremos, pois eles ainda são muito pequenos e indefesos.

Existem algumas formas de dizer o temido NÃO para as crianças sem sentir culpa. Uma delas que aprendi e ainda utilizo com a Maria Clara, que está com 3 aninhos e já mostra as próprias vontades e desejos, é a mais bacana ao meu ver.

O primeiro passo é manter a calma, se abaixar a ponto de olhar nos olhos da criança (na mesma altura para não haver superioridade e autoridade) e falar o NÃO com firmeza e logo em seguida explicar o motivo da resposta negativa. Vejo algumas crianças que mesmo depois do NÃO, continuam insistindo e logo conseguem o que quer com choro, como a famosa cena de supermercado. Mas manter a palavra e a firmeza são importantes para a educação da criança.

E lembre-se, sempre, que dizer NÃO com amor faz parte de toda a educação e carinho que você pode dar ao seu filho.

Leia também: http://revistavidapratica.com.br/blog/5-atividades-para-entreter-os-pequenos-em-casa-durante-as-ferias/

Lili Paiva é uma das maiores referências de moda e lifestyle do ABC. Ela comanda o blog Keep a Secret dando dicas sobre o universo fashion e maternidade. Lili é mãe de uma fofura, a Maria Clara, que está com quase 3 aninhos. No Instagram, Lili tem invejáveis 234 mil seguidores. E, aqui ela assina essa belíssima coluna de #maternidadereal

%d blogueiros gostam disto: