IT Line: Empreendedorismo feminino no mercado de TI

Por Maria Cláudia Aravecchia Klein

Toda empreendedora gosta de ouvir histórias de outras mulheres que decidiram um dia montar seu negócio próprio. Serve de inspiração, motivação, gás total…é gente como a gente, sabe?

Hoje, você vai conhecer a Sylvia Cristine Bellio, natural de Pato Branco, no Paraná, que está à frente, ou melhor, é CO e Co-Founder da IT Line Technology – maior canal Dell por quatro anos consecutivos – Top of the Year 2015.

Desde criança ela sempre desejou trabalhar na área de exatas – tem louco pra tudo não é mesmo? “Num primeiro momento tinha o sonho de trabalhar em banco, e o espírito ‘Empreendedor’ sempre correu nas minhas veias”, lembra Sylvia sobre já pensar em abrir algo próprio naquela época, e continua: “Minha mãe, que era dona de casa, me incentivou a estudar, me apoiou quando fiz curso técnico – e olha que só tinha homens! Ela fazia doces, bolos e panetones para vender para ajudar na renda familiar. Lembro dela me incentivando para eu buscar minha independência financeira”.

A IT Line começou em 2002 quando Sylvia mudou para São Paulo. “Minha filha estava indo para escola e eu precisava voltar a trabalhar. Iniciei como representante comercial buscando distribuidores para soluções inovadoras até que numa conversa decidi que abriria a empresa para atuar como distribuidor local de tecnologia com valor agregado”, conta.

Em relação aos desafios, ela relata que não foi mamão com açúcar não. “Foram diversos! Para abrir a empresa foi demorado, muita burocracia. Depois, veio a parte comercial: como começar a fazer gerar os negócios, vender. Ai veio a gestão: buscar profissionais, buscar clientes, conhecer as diversas áreas que você precisa para tocar uma empresa. Até chegar nas vendas maiores para grandes empresas. Mas, o principal desafio é harmonizar a vida profissional com a pessoal”, diz ela sobre essas coisas que só quem está no mesmo barco entende muito bem.

Ao abrir qualquer tipo de empresa você se depara com o processo burocrático, e no, Brasil, o negocio é ainda mais moroso. “Passando a parte de documentação, vem a busca por linhas de credito – não vou nem mencionar a questão da alta taxa de juros, porque neste momento você não consegue nem negociar taxa, ainda mais se a empresa tiver pouco tempo de existência. E, o empreendedorismo requer que se tenha um conhecimento básico sobre tudo: Recursos Humanos (Gestão de Pessoas), Legislação, Tributação, Contabilidade etc. Para não errar, fiz questão de contratar empresas que pudessem me auxiliar nessas áreas”, compartilha ela sobre como procurou ajuda para as questões administrativas.

Na parte de vendas de serviços, soluções e produtos, Sylvia sabia que a IT Line iria concorrer com peixes grandes. “Por ser extremamente competitiva, a área de tecnologia é disputada por empresas de diferentes portes, alem das gigantes Dell, HP, IBM. Como nos diferenciar? Como aparecer? Precisávamos ter muito conhecimento técnico para conseguir vender o produto, o projeto e a empresa. Entrar em grandes clientes não é fácil”.

Porem, para Sylvia, saber dividir seu tempo – profissional e pessoal – cuidar da família, da casa, da empresa e de você foi e ainda é uma das maiores lições disso tudo. “Alguma coisa sempre fica a desejar e a culpa sempre aumenta. Encontrar o meio termo, encontrar o equilíbrio, foi o maior desafio nestes últimos anos”.

Sobre os diferenciais do seu negócio, ela explica que a empresa se posiciona como especialista em infraestrutura de Data Center, Soluções de Nuvem e Segurança. “Trabalhamos com diversos provedores do mercado e contamos com um time técnico altamente especializado”.

Entre os objetivos para 2019 esta o crescimento – margem, vendas, clientes e mercado. “A IT tem o desafio tecnológico de levar o conceito de NUVEM para o mercado, mostrando aos clientes que para cada cliente, cada projeto existe uma solução especifica”.

Para finalizar segue um conselho do que uma empreendedora precisa ter na atualidade?
Coragem, Esforço, Dedicação, Muito trabalho.

“Se engana quem pensa que ser um empreendedor é trabalhar menos. Você trabalha MUITO. Finais de semana e feriados, e dependendo da área, você vai ter que trabalhar em em dias e horários que geralmente a maioria das pessoas esta descansando. Empreender é sinônimo de dedicação total. Você vai entrar com a alma, a mente e o corpo. E nunca vai poder parar de buscar capacitação e conhecimento. Mas, basta acreditar no objetivo traçado e saber que sera preciso mudar se for necessário. E, aceitar que vai errar, e se errar, vai ter que tentar de novo. E, se não souber, busque ajuda. E o mais importante ACREDITAR no que esta proposto (a) a fazer. Desistir jamais”, conclui.

IT Line Technology
Alameda Terracota, 215 – Centro, São Caetano do Sul – SP, 09520-070
www.itltech.com.br

#ti #tecnologia #itline #CO #empreendedora #empreendedorismofeminino #negocios #b2b

%d blogueiros gostam disto: